Rússia estuda propor aumento da produção da Opep+

A Rússia avalia propor um aumento da produção de petróleo da Opep+ na reunião do grupo na próxima semana para aliviar o déficit de oferta, de acordo com autoridades a par do assunto.

O governo de Moscou estima que o déficit global persistirá no médio prazo, disseram duas autoridades, que pediram para não serem identificadas. A posição final do país no encontro de 1º de julho ainda está sendo definida, disse outra fonte.

A possível proposta da Rússia de aumentar a produção poderia mais uma vez colocá-la no lado oposto do debate com a Arábia Saudita, que normalmente adota uma postura mais cautelosa em meio à preocupação de que novas ondas de Covid-19 possam atrasar a recuperação econômica global.

O desacordo sobre a política levou as duas nações a uma breve guerra de preços em março de 2020, embora as reuniões seguintes tenham resultado em um acordo.

A Agência Internacional de Energia recomendou que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados comecem a usar a capacidade de produção extra para elevar a oferta devido ao aquecimento da demanda.

O Goldman Sachs estima um déficit de 3 milhões de barris por dia no mercado, citando a falta de crescimento significativo da produção do Irã, da Opep e de produtores de gás de xisto.

A Opep+ ainda mantém 5,8 milhões de barris por dia fora do mercado.

As maiores produtoras de petróleo da Rússia disseram este mês que a coalizão deve continuar aumentando a produção para atender ao maior consumo global.

Fonte
MoneyTimes
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar