Petrobras anuncia ajustes nos preços da gasolina, diesel e GLP

A Petrobras anunciou que fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras a partir de 11/03/2022, 57 dias após o último reajuste.

Diante da guerra entre Rússia e Ucrânia, a Petrobras não repassou imediatamente a disparada dos preços do petróleo e seus derivados em todo o mundo, optando por realizar um monitoramento diário das cotações da commodity, porém, para garantir o suprimento do mercado brasileiro sem risco de desabastecimento, foi praticado o reajuste.

A partir de amanhã, 11/03, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, aumento de R$ 0,61/litro.

Já para o diesel, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, aumento de R$ 0,90/litro. Considerando a mistura obrigatória de 10% de biodiesel e 90% de diesel A para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 3,25, em média, para R$ 4,06 a cada litro vendido na bomba, aumento de R$ 0,81 por litro.

Para o GLP, a partir de amanhã, 11/03, o preço médio de venda do GLP da Petrobras, para as distribuidoras, passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, reajuste médio de R$ 0,62/kg. O último ajuste de preços estava em vigor desde 09/10/2021.

A Petrobras afirma que “os valores refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia. Mantemos nosso monitoramento contínuo do mercado nesse momento desafiador e de alta volatilidade.”, além disso, reiterou seu “compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas.”

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar