Participação do pré-sal na produção de petróleo e gás natural bate recorde

A produção de petróleo e gás natural no pré-sal foi recorde no mês de junho em relação ao total dos recursos produzidos no Brasil: ocupou 69,9%. Foram 2,67 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo 2,13 milhões de barris por dia de petróleo e 86,8 milhões de m³ por dia de gás natural.

O volume corresponde a uma alta de 13% na comparação com maio. Em relação a junho do ano passado, o crescimento foi de 37%. Os dados são do boletim mensal da produção de petróleo e gás natural da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

A produção total no mês foi de 3,8 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo 3 milhões de barris por dia de petróleo e 128 milhões de m³ por dia de gás natural. É a 1ª vez desde janeiro que a produção mensal supera os 3 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

O volume de petróleo produzido cresceu 9% em relação a maio e 18% na comparação com junho do ano passado. Já o gás natural teve alta de 12% ante maio e de 16% contra o mesmo mês de 2019.

A ANP atribui o crescimento aos campos Lula e Búzios, que respondem por mais de 50% da produção nacional. Destaca ainda as retomadas nos campos de Barracuda, Manati e Gaviões. Por conta da pandemia de covid-19, 34 campos (16 marítimos e 18 terrestres) estão com a produção interrompida.

Fonte
Poder 360
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar