Qatar Petroleum reduz gastos em 30%

A Qatar Petroleum anunciou que reduziu seus gastos em cerca de 30% este ano, diante da queda acentuada nos preços de petróleo e gás devido à pandemia de coronavírus. Saad al-Kaabi, diretor executivo da empresa, afirmou que os planos de expandir drasticamente a capacidade de gás natural liquefeito (GNL) da Qatar Petroleum até meados da década permanecem encaminhados.

“Estamos passando por revisões orçamentárias. Em junho, operamos em algum lugar na faixa de redução de 30% nas despesas, capex e opex”, disse Kaabi. As principais empresas de petróleo e gás do mundo reduziram drasticamente os gastos após um colapso sem precedentes no consumo de petróleo, desencadeado por restrições de viagens impostas por governos ao redor do mundo para conter a epidemia de coronavírus.

Kaabi disse esperar que a demanda por petróleo se recupere aos níveis pré-crise apenas dentro de um ou dois anos, acrescentando que os preços do gás natural sofreram menos devido à demanda contínua por eletricidade. A Qatar Petroleum, maior produtora de GNL do mundo, não reduzirá suas exportações de gás devido à demanda mais fraca, acrescentou Kaabi.

“Estamos a todo vapor, vamos expandir”, disse Kaabi. Uma vez que os custos de capital do projeto sejam compreendidos nos próximos meses, ele espera que várias grandes empresas internacionais, incluindo Exxon Mobil, Chevron e ConocoPhillips participem do processo de licitação.

Fonte
HCP
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar