Proposta mira aumento da oferta de CBios do biodiesel e etanol de milho

Uma iniciativa que está sendo encabeçada pelo ex-diretor da ANP, Aurélio Amaral, e o sócio-fundador da Green Domus, Felipe Bottini, tem potencial para aumentar substancialmente a oferta de Créditos de Descarbonização (CBios). Ele está tentando costurar uma proposta para destravar a emissão de títulos de usinas que fabricam biocombustíveis a partir de grãos – especialmente biodiesel de soja e etanol de milho.

Hoje, esses fabricantes enfrentam sérios obstáculos na hora de certificar sua produção dentro do RenovaBio. Ao contrário da cana-de-açúcar cuja produção tende a se concentrar em torno das usinas, cadeia de grãos é muito mais pulverizada envolvendo dezenas de milhares de produtores individuais. Essa complexidade somada ao fato de que muitos processadores se sentem reticentes sobre abrir informações a respeito e seus fornecedores dificulta que as usinas comprovem que seus biocombustíveis atendem às regras de eligibilidade do RenovaBio.

Fonte
BiodieselBR
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar