Petróleo fecha em alta de 4%, com estoques dos EUA e apetite por risco

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quinta-feira (7) com avanços em torno de 4%, após as perdas vistas recentemente. Dados sobre estoques nos Estados Unidos impulsionaram a negociação dos ativos, em meio ao maior apetite por risco na sessão de hoje.

O petróleo WTI para agosto fechou em alta de 4,27% (US$ 4,20), a US$ 102,73 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para setembro subiu 3,93% (US$ 3,96), a US$ 104,65 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE). Os preços seguem entre 3% e 4% mais baixos do que há uma semana, porém.

A menor cautela nos mercados internacionais deu apoio à negociação da commodity. Em evento, o presidente do Federal Reserve (Fed) de St. Louis, James Bullard, disse ainda esperar um “pouso suave” para a economia americana.

Os dados de estoques nos Estados Unidos vieram mistos. Por um lado, os de petróleo surpreenderam com alta de 8,234 milhões de barris, contrariando a expectativa de queda, enquanto os de gasolina caíram 2,496 milhões, em um recuo mais profundo do que o esperado.

Diretor da divisão de futuros na Mizuho Americas, Robert Yawger diz que as movimentações de hoje tiram um pouco da pressão sobre as dinâmicas de armazenamento. “Embora o consumo de gasolina e destilados implique que as refinarias do país terão que queimar muito petróleo bruto nos próximos meses”, prevê.

Fonte
FeCombustíveis
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar