Petróleo Brent cai 5% devido a receios de recessão

Nesta terça-feira, o barril de Brent do mar do Norte para entrega em outubro baixava 5,05% para 99,78 dólares e o barril de petróleo WTI norte-americano, para entrega no mesmo mês, perdia 4,84% para 92,31 dólares.

“O cenário é extremamente familiar”, explica Tamas Varga, analista da PVM Energy. “É a recessão contra a escassez de oferta, a baixa na procura contra a baixa na produção”.

A reunião de dirigentes de bancos centrais em Jackson Hole “confirmou os receios dos que se preocupam com as perspectivas econômicas sombrias induzidas pela inflação”, prosseguiu, citado pela AFP.

Na sexta-feira, o presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, defendeu que a política monetária restritiva deve continuar para conter a inflação, que atingiu níveis muito elevados nos últimos meses.

Em paralelo, perto de quatro milhões de habitantes de uma província chinesa, perto de Pequim, foram confinados esta terça-feira, com as autoridades a tentarem evitar qualquer expansão de casos de covid-19 antes do Congresso do Partido Comunista da China (PCC), que foi convocado para 16 de outubro.

A China continua a aplicar uma política sanitária muito restritiva, o que se reflete na procura de petróleo, sendo o país um grande consumidor.

No mercado de gás natural, o TTF holandês, de referência no mercado europeu, seguia a 263 euros por megawatt/hora (MWh), continuando em baixa após ter superado os 300 euros na semana passada.

Fonte
DinheiroVivo
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar