Importações de diesel avançam 10,4% em agosto

O risco do mercado brasileiro de diesel enfrentar uma crise de desabastecimento de grandes proporções nos próximos meses parece cada vez mais distante. Novos dados do Ministério da Economia mostram que, nos 31 dias de agosto, perto de 1,82 milhão de m³ do derivado entraram no país. Trata-se do terceiro maior volume mensal nos mais de 25 anos do histórico perdendo apenas para outubro de 2021 e novembro de 2019.

O nível de abastecimento do mercado interno se tornou um ponto de preocupação no final de maio quando a Petrobras emitiu um alerta ao governo informando que, com as turbulências causadas pela Guerra na Ucrânia e o embargo contra a Rússia, a oferta de diesel no mercado global poderia ficar apertada. Com menos gás russo disponível, a Europa poderia se voltar para o diesel quando as temperaturas começassem a cair com a chegada do inverno no hemisfério norte; isso coincidiria com o pico do consumo no Brasil podendo levar à falta do produto.

Em junho, de fato, o volume de diesel importado teve uma contração bastante abrupta de 23,2% sobre o ano anterior. No mês seguinte, no entanto, a situação se normalizou e, agora, tivemos uma expansão de robustos 10,4% sobre agosto de 2021

Fonte
BiodieselBR
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar