Importação de diesel cresce 57% e é a maior desde 2013

Dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) apontam que a importação de diesel cresceu 57,2% em abril na comparação com março. Foram 1,4 milhão de metros cúbicos trazidos de fora, o maior valor para o mês desde 2013. Desse volume, 47,7% foram importados pela Petrobras.

O diesel é um insumo para vários produtos, já que abastece veículos e máquinas utilizados na produção de alimentos e no transporte de mercadorias. No caso das importações feitas por empresas privadas (52,3% do volume de abril), o valor do combustível tende a ser integralmente repassado.
Como o diesel é negociado em dólar e o real está desvalorizado frente à moeda norte-americana, a oscilação no preço acaba se refletindo em vários outros produtos.

Segundo especialistas, o recorde no volume de diesel importado é sintoma de, no mínimo, dois fatores: o aumento da demanda, principalmente relacionado à safra agrícola; e a queda na produção nacional de diesel, capitaneada pela Petrobras.

Os dados da ANP apontam que a produção interna de diesel caiu 5,5% em abril na comparação com março. As vendas do combustível também caíram no mesmo período (-7,5%).

Fonte
fecombustíveis
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar