Governo recua e adia decisão sobre mudanças no mercado de biodiesel

Ao menos por enquanto, o setor de biodiesel pode respirar aliviado. O governo federal recuou na ideia de fazer uma série de novas mudanças no mercado de biodiesel que – no conjunto – tinham o potencial de virar o setor de pernas para o ar. A expectativa era que o assunto fosse entrar na pauta na reunião extraordinária do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) desta quinta-feira (07).

De uma só vez, o governo pretendia: abrir o mercado de biodiesel para importações, alterar profundamente (ou acabar de vez) com o Selo Biocombustível Social e permitir que outros tipos de biocombustível contem para a mistura obrigatória.

“Eram três pontos que vínhamos acompanhando com muita preocupação”, resumiu o presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio), deputado federal Pedro Lupion. O setor temia que se fossem integralmente implementadas, essas mudanças poderiam causar uma quebradeira entre as usinas. “Se fossem aprovadas, mais da metade do setor poderia fechar as portas”, preocupa-se o parlamentar.

Fonte
BiodieselBR
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar