Exportações de petróleo do Iraque caem 0,8% em março

As exportações totais de petróleo do Iraque em março, incluindo fluxos da região semi-autônoma do Curdistão, caíram 0,8% mês a mês, dados do ministério do petróleo e relatórios de transporte mostraram, em meio a sinais de cumprimento mais estrito com os cortes de produção da OPEP +.

O segundo maior produtor da OPEP exportou 3,280 milhões de bpd em março, ante 3,305 milhões de bpd em fevereiro, de acordo com dados publicados do ministério do petróleo e relatórios de embarque do terminal de exportação de Ceyhan da Turquia vistos pela S&P Global Platts.

As exportações federais em março caíram 1,5% para 2,945 milhões bpd em relação a fevereiro, de acordo com dados do ministério do petróleo publicados em 1º de abril. As exportações curdas em março caíram 3% para 335.000 bpd a partir de fevereiro, de acordo com dados dos relatórios de navegação de Ceyhan.

O Iraque quebrou sua cota OPEP + em fevereiro, com a produção crescendo 1,6% mês a mês para 3,868 milhões de bpd, acima de sua cota de 3,857 milhões de bpd, Organização Estatal de Marketing de Petróleo, ou SOMO, dados mostraram 10 de março.

A cota do Iraque até abril é de 3,857 milhões de bpd, mas aumentará para 3,905 milhões de bpd em maio, de acordo com o novo acordo OPEP +.

O Iraque lutou durante a maior parte de 2020 para cumprir sua cota da OPEP + em meio ao ambiente de baixo preço do petróleo, de pandemia e uma crise financeira que assola o país. O fraco cumprimento do Iraque, um dos piores na OPEP + em 2020, complicou os esforços da coalizão para equilibrar um mercado de petróleo que sofre de uma perspectiva de demanda anêmica.

Fonte
SPGlobal
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar